sábado, 21 de julho de 2012

Especial - Episódio G



Cavaleiros do Zodíaco - Episódio G é o nome do mangá spin-off gaiden dos Cavaleiros do Zodíaco. Seu nome vem de Gold que significa ouro em inglês; tal denominação se deve aos Cavaleiros de Ouro que são os protagonistas da série, mostrando de onde veio a fama de mais poderosos da história. Aiolia de Leão é o principal e é auxiliado pelos demais cavaleiros de ouro na batalha contra os Titans (os mesmos que desafiaram os Deuses do Olimpo). Masami Kurumada (autor da série original), lançou o mangá pela Champion Red, revista japonesa menos comercial que a Shonen Jump.
Megumu Okada (desenhista da série Shadow Skill) é o autor do cenário, do roteiro da história e dos desenhos. Em 2009, Okada parou de publicar o mangá e o colocou em um hiato por tempo indeterminado por causa de uma disputa não esclarecida com a editora. Recentemente foi anunciado na revista Champion Red, que o mangá voltará a ser publicado a partir do dia 19 de Fevereiro de 2011.



História
O Mangá é apresentado com uma das cenas mais importantes da cronologia de Cavaleiros do Zodiaco; quando 13 anos antes das aventuras de Seiya e demais cavaleiros de bronze, Saga de Gêmeos tenta assassinar o bebê que é a reencarnação da deusa Atena. Seus planos são frustrados pelo aparecimento de Aiolos, que salva a criança. As consequências são que Sagitário é acusado do crime e é morto por Shura, o Cavaleiro de Ouro de Capricórnio.
Seu irmão, Aiolia, cresce na sombra do irmão, sofrendo todo tipo de humilhação e repudio, por ser irmão do traidor. Para mostrar seu verdadeiro valor, Aiolia, está sempre à frente das batalhas em Episódio G e se torna um dos cavaleiros de ouro mais poderosos do santuário.
Seis anos após a morte de Aiolos, uma poderosa força maléfica se abate sobre a terra. Os seres mitológicos conhecidos como Titãs, são libertados de sua prisão por Pontos e lutam contra os cavaleiros de ouro para conseguir a arma de seu líder (A gadanha Megas Drepanon do Titã Cronos), que está lacrada no santuário, aos pés da estátua de Atena.
Nesta nova saga, Aiolia e os demais dourados enfrentam os poderosos 12 deuses titãs.
Aiolia é o 'homem do mau presságio'. Aquele que está destinado a libertar Cronos, o rei dos titãs. O Leão domina o poder do único elemento natural que Cronos não possui, o poder do relâmpago.
 Nesta nova saga, nos é apresentada a sua técnica suprema, a qual não foi mostrada na série clássica o Photon Burst.

Titãs
São inspirados nos Titãs da mitologia grega. Os doze titãs (seis deuses e seis deusas), são filhos de Gaia e Urano. Nos tempos mitológicos, eles foram aprisionados por Urano que temia ser destronado por algum dos filhos. Entretanto, Cronos, o mais jovem dos titãs, libertou os irmãos e derrotou o pai usando a Megas Drepanon, arma sagrada criada por sua mãe. Posteriormente, os filhos de Cronos, liderados por Zeus, atacaram os Titãs dando início a Titanomaquia. Após a batalha, os titãs foram selados nas profundezas do Tártaro.





Na era atual, os titãs se libertaram e liderados por Cronos pretendem destruir a Terra e mais uma vez voltarem a reinar.



Hiperion
Histórico: Ele é o 1º Titã a ser liberado do Tártaro por Pontus, parece ter desenvolvido uma conexão especial com Aiolia de Leão após a sua primeira luta, tornando-se um tipo de rival do Cavaleiro de Ouro. Avante na estória, isso é mostrado quando ele dá as boas-vindas a Aiolia quando este entra no Labirinto de Cronos, o lar dos Titãs. Lá ele derrota Aiolia de Leão, e desaparece por um tempo, retornando muito mais tarde, quando sua suspeita sobre Pontus ser um traidor se torna verdade. Hipérion tenta um ataque contra Mnemôsine, quando Pontus aparece, e oferece uma aliança ao Titã mais ele recusa, tornando-se mais uma vítima dos truques de Mnemôsine, e depois, ele pessoalmente vai lutar contra os cavaleiros de ouro.
Durante o seu breve encontro com Pontus, a significância mitológica de Hyperion é esclarecida: ele próprio era um deus Sol, muito parecido com o mito, Parte de seus poderes foram selados em que teria se tornado o Apophis, a serpente-demônio da mitologia egípcia. É lá que ele foi ressuscitado pelo Ichor de Pontus e se tornou o primeiro Titã a voltar a ativa depois de derrota nas mãos de Zeus.
Ele parece controlar totalmente o vento, que assume uma cor preta ao seguir as ordens da Hyperion, utilizando-a em muitos aspectos, como o transporte, ou ataques.Seus Soma tem a forma de uma espada larga.
Golpes: Turbilhão do Ébano (Ebony Vortex): Seu ataque principal. Controlando o vento, engole o inimigo em um vórtice de vento escuro. O vórtice não cessa até que o corpo que este aprisiona está totalmente devastado. As barras que giram o corpo do inimigo, rasgando os seus membros, também geram muitas variações de pressão fervendo e evaporando o sangue da vítima.Aiolia descobriu que o Vortex pode ser destruído por dentro, se receber muitos golpes fortes ao mesmo tempo em diferentes pontos.
Turbilhão da Guilhotina (Gurthang Vortex): Invocação da espada Gurthang (com base na espada homônima criada por Tolkien), Hyperion, não só ganha uma arma incrível, mas também uma nova técnica. Em Gurthang Vortex, o vento começa a se movimentar em torno da Gurthang, Hyperion aponta a espada para o inimigo e uma alta pressão é criada no final da espada. Toda a matéria ao redor é revolvida e destruída em um turbilhão de violenta de pressão.
Turbilhão Solar (Helios Vortex): Hyperion convoca uma enorme tempestade de vento solar em calor extremo e velocidade, usando-a para incinerar tudo em seu caminho.
Proeminência Solar(Helios Prominence): Hyperion condensa sua energia em uma pequena esfera de fogo dentro da Espada Gurthang e a atira para fora em forma de cobras de fogo. Se destruídas, as cobras vão cair no chão, transformando-o em um mar de lava.
Espada Proeminente(Prominence Blade): Hyperion balança sua Gurthang enquanto aumenta o poder da espada com seu cosmo. A esfera de fogo que incendeia em Prominence Helios não estoura fora do Prominence Blade, mas em vez disso, permanece no interior, impregnando a lâmina com o seu poder.
Uróboros(Ouroboros): Técnica mais forte de Hyperion. Com a sua energia, ele cria uma marca Ouroborus em seu braço direito. Transbordando com a energia do Ouroborus, o punho pode carbonizar qualquer coisa que toca e além disso dá a Hyperion a habilidade de restaurar-se completamente de qualquer dano.

 
Céos
Poderoso titã revivido da lenda! A rajada de vento é um convite à morte.
Título: Deus do Relâmpago Negro
Arma: Rapieira
Golpes secretos: Rapieira Cintilante (Sparkle Rapier) (Tradução Oficial: Grande Perfuração)
Iluminação Negra (Ebony Illumination)
Vendaval Negro (Ebony Gale) (Tradução Oficial: Rajada do Vento Negro)
Histórico: O terceiro Titã a ser libertado do selo de Zeus. Devido ao poder naturalmente emanado pela presença combinada de três Titãs sobre a Terra, vários monstros mortos na mitologia começam a despertar. Shaka toma para si a tarefa de repelir as trevas com seu cosmo. Aproveitando-se da ivulnerabilidade do dourado no momento em que tentaria deter a influência dos cosmo dos deuses, Cronos decide enviar seu melhor matador para eliminá-lo. Saga envia Aiolia para protegê-lo, acreditando que este nada faria para defender um dos assassinos do seu irmão. Entretanto, o Cavaleiro de Leão se coloca contra Céos. Após uma longa luta em que a superioridade do Titã fica evidente, o cavaleiro decide liberar o golpe que mantinha oculto e consegue reverter a luta. Perdendo uma grande quantidade de ikhor após sua derrota, Céos fica temporariamente incapacitado, mas escapa vivo graças à intervenção de seu irmão, Hyperion. Logo depois, quando Aiolia e os outros cavaleiros entram no mundo dos titãs ele volta a lutar contra o cavaleiro de leão mas desta vez Aiolia o derrota e acaba matando-o.
Batalhas: Derrotado (morto) por Aiolia de Leão.




Créos
Titã poderoso que controla a galáxia. Com sua grande espada, pode cortar as estrelas.
Título: Deus da Via Láctea.
Arma: Cimitarra
Golpes secretos: Espada Cortadora de Estrelas (Aster Blade)
Corte Circular das Estrelas (Aster Correia)
Anéis de Luz das Estrelas (Aster Cyclo)
Histórico: Foi libertado junto com Oceano, Téia, Réia, Têmis, Mnemôsine, Febe e Tétis. Foi Lutar com Shura de Capricórnio em Grevena, onde chegou a ferir quase fatalmente o Cavaleiro de Capricórnio. Usando sua Aster Blade, Créos, atacava não só o corpo, mas também a alma e o Cosmo de Shura, que estava sob o controle do Satã Imperial, e também com a Aster Correia, que fazia com que Créos suguasse todo o sangue, cosmo, memória, tudo de Shura. Créos olha o passado de Shura e vê a culpa pela morte de Aiolos. Aiolia chega em seguida e não tem muito progresso, Shura é atingido pelo golpe mais poderoso de Créos, Aster Cyclo, e para escapar do golpe mortal usa a excalibur com a fúria de um demônio, isso faz com que Saga de Gêmeos retire o poder do satã imperial. Shura pede ajuda a Atena para desferir um último golpe com a Excalibur para somente destruir a Aster Blade de Créos, fazendo iso, Créos diz que é para eles usarem os pedaços da Aster Blade como para o labirinto de Cronos.
Batalhas: Combateu Aiolia de Leão. Morto por Shura de Capricórnio.





Febe
Febe é a consorte de Céos. Ela não se envolve na batalha contra os Cavaleiros de Ouro por pedido dele. Assim como Céos, Febe se preocupa com o futuro dos seguidores humanos dos Titãs e é muito leal a Cronos. Sua Sohma tem o formato de um punhal.
Não se sabe muito sobre Febe. Diferentemente do que é mostrado na mitologia, ela, as outras Titânides e Oceano lutaram contra os deuses do Olimpo na Titanomaquia, e por isso ela também foi selada no Tártaro. Assim como seu esposo Céos, ela se preocupa com seus seguidores humanos e tem máxima lealdade a Cronos, o líder dos Titãs.
Quando se inicia o combate entre os Titãs e os Cavaleiros de Ouro no Labirinto, Febe não participa da batalha por pedido de seu esposo Céos. 
Habilidades de luta: Febe não é vista em combate e não é possível mensurar a extensão dos seus poderes. A sua Soma tem a forma de uma espada.

 


Iápeto
Titã que secciona o espaço com sua lâmina! O domínio dos monstros é seu trunfo
Título: Deus das Dimensões
Arma: Lâmina Dupla
Golpes secretos: Dimensão Seccionada (Khora Temnein); Convocação de Hecatônquiro (Kekaton Kheir Kalein)
Fúria de Hecatônquiro (Kekaton Menis); Cem Tiros (Kekaton Molybdaina); Círculo do Caos (Khaos Kyklos);  Lâmina do Caos (Khaos Blade);  Planetas Negros (Melas Planetes);  Espada da justiça/Juíso (Bradeus Blade); Espada das Seis Estrelas (Hex Aster Xiphos); Dunanis Absoluto (Escathos Dunamis). 
Histórico: Foi libertado depois de Hyperion por Pontos. Seu ataque Khora Temnein pode seccionar o espaço a sua frente, engolindo o adversário nas trevas. Os golpes de Hecatônquiro são usados manipulando o ser mitológico de cem braços e três cabeças. Lutou contra Mu de Áries em Jamiel. Possui um golpe direto, mas não pôde mostrá-lo por ter sido impedido por Cronos. Passa, então, a auxiliar Pontos junto a Hyperion na libertação dos demais Titãs, o que ocorre posteriormente. Após a libertação de Cronos, põe em prática o plano de atrair Aiolia de Leão até o Labirinto de Cronos no intento de usar os relâmpagos dos Cavaleiro de Ouro para restabelecer a totalidade do poder do Rei dos Titãs. Para tanto, aproveita-se da distração promovida pelo combate entre Oceano e Camus de Aquário para seqüestrar a pequena Litos.
Batalhas: Batalha contra Aiolia de Leão. Batalha contra Shaka de Virgem. Luta inacabada com Mu de Áries.


Mnemôsine
É uma das seis Titânides. Sua aparência é frágil e infantil, com olhos embaçados. Tranquila e discreta, Mnemôsine é capaz de controlar memórias, fazendo com que as outras Titânides a procurem para entender a razão da amnésia de Cronos após seu retorno. Sua Sohma tem o formato de um machado.
Mnemôsine tem um papel importante como aliada de Pontos. Ela foi consorte de Zeus e a traidora responsável pela última Titanomaquia ao roubar a "Keraunos" de Céos e entregá-la a Zeus. No presente, apenas Iápeto e Hipérion perceberam que ela vinha manipulando os Titãs, enfraquecendo suas memórias para que Pontos possa usá-los livremente para cumprir seus planos.

  
Oceano
Titã que comanda o silencioso mundo das águas.
Título: Deus do Dilúvio
Arma: Espadas Gêmeas
Golpes secretos: Dilúvio de Thalassa (Thalassa Deluje)
Margem do Córrego (Stream Edge); Impacto da Correnteza (Current empact); Corrente D'Água Luminescente (Auge Hydor)
Histórico: Deus que comanda o poder das Espadas Gêmeas. Oceano também obedece a Cronos. Tem uma personalidade cautelosa, tanto que não quer começar a Titanomaquia antes de saber realmente do que os Deuses do Olimpo são capazes, eliminando, assim, uma chance de derrota iminente.
Batalhas: Batalha contra Aiolia de Leão.  Luta inacabada com Camus de Aquário



Réia
Mãe dos deuses do Olimpo.
Pontos libertou Réia ao mesmo tempo que as outras Titânides, Oceanos e Céos. Ela é consorte de Cronos e, assim como os outros Titãs, enfrentou os deuses do Olimpo na Titanomaquia. Implacável, porém estóica, é muito leal a Cronos. Apesar de sua vontade de liderar os seguidores dos Titãs na Terra, ela não tem uma boa opinião sobre humanos.
Quando Cronos é libertado, Réia aparece na estátua de Atena para protegê-lo. Ela ataca Aiolia e Shura, mandando ainda um de seus monstros para abrir o portal para a Terra e permitir a entrada dos seguidores dos Titãs, mas Camus bloqueia o caminho e derrota a criatura. Ela aparece misteriosamente transformada em pedra mais tarde.
A Sohma de Réia tem o formato de uma Katar. Seus poderes incluem a habilidade de conjurar e controlar bestas gigantes, como hidras, salamandras e cobras, estas últimas através do ataque Serpentes da Terra (Ge Phyton).



Téia
Téia é uma das seis Titânides. Como seus irmãos e irmãs, ela segue Cronos com muita lealdade. Sua Sohma possui o formato de uma balestra.
"Poucas informações sobre esse personagem foram encontradas em minha diligência. Como ainda não li o mangá, infelizmente não posso passar as minhas impressõe pessoais. Se alguém possuir mais dados a respeito desse personagem, ficaria feliz se pudesse compartilhar."




Têmis
Titânide com forte senso de justiça que protege Cronos!
Título: Deusa do Julgamento
Arma: Lança de Brabeus
Golpes secretos: Lâmina do Julgamento (Brabeus Blade);
 Balança do Julgamento (Brabeus Talanton); 
Histórico: Sempre protegendo Cronos. Parece desconfiada, pois sempre analisa a situação para julgar verdadeira ou falsa. No templo de Atena, Têmis ataca Aiolia quando este tenta acertar um relâmpago em Cronos, que havia acabado de voltar ao seu corpo carnal. Aiolia já estava muito ferido no momento e quase não consegue reagir aos ataques de Têmis, acaba sendo ajudado por Shura de Capricórnio. Têmis não tem tempo de acabar com os dois por causa da intervenção de Réia, dizendo que elas deviam levar Cronos de volta ao Labirinto de Cronos.



Tétis
Tétis (テテュス Tetyusu?) é uma das Titânides. Além de ser leal a Cronos, Tétis tem um espírito de combate aguçado e sua Sohma possui a forma de um martelo de guerra.
"Poucas informações sobre esse personagem foram encontradas em minha diligência. Como ainda não li o mangá, infelizmente não posso passar as minhas impressõe pessoais. Se alguém possuir mais dados a respeito desse personagem, ficaria feliz se pudesse compartilhar."







Cronos
Cronos é o mais jovem dos Titãs e os lidera tal como um Rei. Arrogante e egoísta, costuma ignorar a opinião de outros deuses quando difere da sua. Cronos também é muito autoritário e tem pouco respeito pelos humanos.
Diferentemente de seus irmãos, a arma divina que recebeu de Gaia, a foice "Megas Drepanon", foi selada em uma sala embaixo da estátua de Atena no Santuário. Cronos foi amaldiçoado com o sofrimento eterno dos raios de Zeus, mas após milênios de aprisionamento, se tornou capaz de projetar sua essência em uma forma gigante de seis braços. No início da história, ele proclama Aiolia de Leão como o escolhido para libertá-lo, pois o Cavaleiro pode conjurar relâmpagos capazes de neutralizar o selo de Zeus. Sua profecia é cumprida, mas ele perde a memória. Enquanto sofria de amnésia, Cronos conhece Lithos e a segue até chegar a Aoilia. Mnemôsine então restaura suas memórias e o deus lança seu mal sobre o mundo, parando o tempo e atacando os Cavaleiros de Ouro.
Técnicas especiais: Oráculo Onipotente (Teleos Oracle) , a Tempestade do Caos e o Domínio de Fenômenos (Phainomenon Arkhein: controla tudo o que é um fenômeno natural. Cronos possui uma ampulheta gigante que controla o tempo, a Areia de Adamantium, e controla três planetas guardiões que tomam a forma de fios de cabelo. Estes guardiões são os três Gigantes mais poderosos.

Novo Visual.


Apesar das imagens que eu trouxe hoje terem o traço semelhante ao de Kurumada, o mangá é desenhado por Megumo Okada, que tem um traço muito mais detalhista com um estilo um pouco andrógeno.
Particularmente não gosto do traço de Okada, com tantos detalhes, acho as páginas do mangá confusas e poluídas, isso não me agrada na leitura do mangá. E, caso o mangá viesse a se tornar anime, ficaria muito desapontado se esse estilo fosse usado. Segue alguns exemplos do traço de Okada:






3 comentários:

Herbert Rocha disse...

Concordo plenamente. Este traço g ficou horrível. Estes profissionais não entende que mudar as versões originais estraga tudo. Pois foi o traço de Kurumada que agradou o mundo. Os enredos realmente pioraram de uns anos pra cá. Mas os traços originais sem dúvida,são perfeitos.
Me diga agora se os doze titãs de armaduras roxas acima são criações oficiais ou não

Hypnos disse...

Em resposta ao Herbert Rocha:
Sim e não... as armaduras são assim, mas o original tem esse traço esquisito do Araki. O fanartista Marco Albiero preferiu divulgar as imagens com os mesmos traços de Kurumada e foi esses que resolvi divulgar também.

Cremildo das Piedades disse...

Discordo. Gosto bastante do traço detalhista desse artista (vixe, rimou). Ele dá uma textura nova às armaduras, que pela primeira vez parecem realmente sólidas, pesadas e intrincadas.

E não acho que as páginas fiquem poluídas. É bom observar com atenção as imagens, em vez de só passar os olhos por ela rapidamente.

Prefiro mil vezes esse traço ao pavoroso da série Lost Canvas.